Fim de ano letivo!

Resultado de imagem para fim de ano letivo

Chega ao fim mais um ano, mais um semestre letivo. Chegou a hora de fazer uma auto-retrospectiva, analisar os pontos positivos e negativos. Você já parou para pensar como a vida corre? Esses dias o “FELIZ ANO NOVO” era para a chegada de 2017, e agora… lá se vai o ano.

Ao fechar mais um ciclo, é a hora de refletir se o ano teve saldo positivo ou negativo. Ou, pior ainda, se você se manteve na mesma. As vezes é melhor negativar, dar um passo atrás para, quem sabe, evoluir.

Algumas considerações minhas sobre este ano? Este ano pude crescer profissionalmente. Consegui escrever mais, produzi uma série de vídeos para o Youtube sobre Excel. Publiquei artigos, palestrei para pequenos grupos e consegui compartilhar conhecimento com o maior número de alunos até hoje (meu “recorde” pessoal rsrs). Emplaquei como supervisor técnico e consultor para equipes de estagiários em desenvolvimento de sistemas, pude com tudo isso ver a evolução e a formação de futuros profissionais das mais diversas áreas.

Isso é o que encanta em minha profissão, a chance de você ver profissionais se formarem e com sua pequena contribuição, pequena porém importante. Afinal, enquanto estive em minha graduação, sempre contei com o apoio de professores. Tive a “sorte” de ter professores muito dedicados e capazes no que faziam, pelo menos em sua maioria.

Com tudo isso, até aí, o saldo no ano foi positivo. A soma foi boa, as experiências trocadas foram de certo modo revigorantes. Pude tentar mais, ousar, arriscar a entrada no Mestrado (que deverá ficar para o próximo ano). A vida é assim, alguns sonhos são plantados para serem colhidos bem depois.

De modo geral só tenho a agradecer aos meus “chefes”, empregadores, colegas de trabalho e aos alunos que tive, esses últimos que também considero colegas de profissão, afinal a sala de aula é um ambiente colaborativo, onde se ensina e aprende todos os dias.

Desejo a todos um final de ano e de semestre esplendido, cheio de REALIZAÇÕES e um ano novo cheio de AÇÕES. Um feliz Natal, bem natalino, com a benção do “aniversariante ” Jesus. 2018 é logo ali, já está bem aqui. Faça sua reflexão agora e já se programe para o que vem por aí!

Anúncios

{Aulas POO} Projeto Final + Interface Gráfica em Java

Hello, World!

Esta postagem é para a turma P4 2017.2 da faculdade SENAI. Aqui segue o slide com os requisitos para o Projeto Final. Segue também slides referente ao uso da biblioteca Java Swing, para criação de interfaces gráficas em Java.

Tenho uma postagem aqui no blog sobre Java Swing também. Clique aqui para ver.

Clique aqui para baixar os slides sobre o Projeto Final.

Aqui você pode baixar o modelo do Pré-projeto, onde deve ser apresentado o tema e o que será desenvolvido pela equipe.

Clique aqui para baixar slides sobre Interface Gráfica em Java.

Até mais!

CaseCrunch: O advogado “robô”

Imagem relacionada

Uma disputa bastante inusitada acabou com um sistema de inteligência artificial derrotando competidores humanos e não estou falando de partidas de xadrez – trata-se, na verdade, de um campeonato de advogados que colocou o CaseCrunch Alpha para enfrentar 100 profissionais reais da área. O resultado? Um baile da IA, que obteve uma taxa de precisão de 86,6%, enquanto que as pessoas de carne e osso chegaram a apenas 66.3%.

O CaseCrunch se tornou um sistema capaz de realizar previsões com base em informações sobre os casos e as leis locais

Os advogados e a inteligência artificial receberam informações básicas sobre centenas de casos de venda incorreta de seguro de proteção de pagamento e deveriam prever se o provedor financeiro de justiça permitiria uma reclamação. Foi nessas previsões que o CaseCrunch Alpha se saiu muito melhor que os profissionais de verdade.

De tirar dúvidas a prever

Criada por estudantes de direito de Cambridge, a plataforma funcionava inicialmente apenas como um bot de bate papo que tinha como objetivo tirar dúvidas legais de pessoas. A partir daí, o CaseCrunch se tornou um sistema capaz de realizar previsões com base em informações sobre os casos e as leis locais.

Ainda é muito para dizer se em algum dia os advogados poderão ser substituídos por máquinas, visto que o direito é um assunto sempre bastante subjetivo. Seja como for, se você for advogado, é bom ficar de olho: seu emprego pode estar com os dias contados.

Fonte: TecMundo.