À caminho do Java, me deparei com Python

É sempre bom buscar novos objetivos. Afinal, a vida é feita deles. E em 2013 não foi diferente. Refiz minha lista de metas a serem alcançadas e dentre elas uma pauta antiga voltou: programar em JAVA.

É, já faziam anos que esta meta entrou na minha lista de “prioridades” que, assim como muitas outras, nunca chegaram a se concretizar. Mas desta vez foi diferente. Por ter começado o ano com novos desafios, tanto profissionais como pessoais, decidi sair de uma vez por todas desta fila de atrasos.

Em fevereiro de 2013 comecei (ou retomei no caso) a estudar Java. E pela primeira vez consegui compreender o âmago da coisa. Até então me confundia nos principios da OO (Orientação a Objetos) e a aplicação ao Java, por ter estudado até então em diversas fontes diferentes. Tentando focar em dominar as bases da linguagem, consegui compreender as raízes da linguagem e da lógica da programação OO.

E, em meio aos estudos de Java, fui buscando fontes de inspiração. Nisso incluo tutoriais, livros, apostilas e cursos online. Virei devorador de artigos sobre e com toda esta busca me deparei com esse tal PYTHON. Uma linguagem que de nome conheço há anos, mas sempre a achei apenas uma rival do PHP.

Por ser um programador PHP de longa data, nunca me interessei muito em outra linguagem web back-end. Mas, por caminhos do destino, e em meio aos estudos do Java, me deparei com um método prático de aprender Python e mergulhei fundo nele. Através então da CodeCademy (link) comecei o processo de aprendizado. Mesclando teoria e prática em exercícios rápidos, achei a motivação perfeita para aprender mais esta linguagem.

Desde então, pude incorporar mais uma linguagem em meu curriculo, não apenas para fazer volume, mas para mudar um pouco o modo de pensar em desenvolver, tanto para web como para criação de aplicativos. Espero poder compartilhar em breve minhas criações práticas dos conhecimentos adquiridos. Te convido a fazer o mesmo, conhecimento nunca é demais.

No próximo Post a respeito, falarei sobre as principais semelhanças e diferenças da linguagem Python, PHP e Java. Te vejo na próxima.

Anúncios

Autor: Daniel Brandão

Desenvolvedor Web e Professor. Gosto de debater, escrever e comentar a respeito da vida, tecnologia, o pensar, a sociedade, a vida cotidiana e da vida vindoura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s