14 ferramentas que todo analista de processos deveria conhecer

14 ferramentas para analistas de processos que podem otimizar o dia a dia desse profissional.

Anúncios

A empresa SML lançou em seu blog dica de aplicativos super úteis para gestão e análise de processos. As ferramentas para analistas de processos vêm sendo desenvolvidas pelo ramo da tecnologia de informação e trazem, a cada dia, novas funções para serem exploradas. Elas permitem que os profissionais da área eliminem tarefas desnecessárias, reduzindo o tempo de gerenciamento das atividades e integrando sistemas.

Neste artigo, listamos 14 ferramentas para analistas de processos que podem otimizar o dia a dia desse profissional. Dividimos a lista de acordo com as funções: organização de tarefas, gestão de informações, comunicação, videoconferências e mapeamento de processos.

Organização de tarefas

1. Trello

Utilize se você busca organizar manualmente suas tarefas, pois o Trello é uma ferramenta que substitui notas autoadesivas(ou os famosos posts-its), planilhas, agenda, e e-mails. É uma forma de organizar visualmente, em um só lugar, todas as tarefas a serem realizadas.

Além disso, o Trello permite que as listas de afazeres sejam gerenciadas e o andamento seja acompanhado por toda a equipe de forma sincronizada, já que a atualização é instantânea.

Exemplo de tela do Trello
Exemplo de tela do Trello

A ferramenta funciona como uma lista de tarefas, kanban, com cartões que podem ser marcados com cores, status de andamento, responsável pela atividade e prazos. Também permite adicionar comentários e feedbacks e sincronizar com todos os dispositivos. Uma de suas vantagens é a boa visualização de toda a linha de produção das tarefas.

A atualização é instantânea e pode ser visualizada por todo o time. A plataforma é acessada pelo navegador da internet, sem que seja necessário trabalho com sua instalação. O melhor de tudo: há uma versão free bem completa!

2. Asana

Asana é uma plataforma online utilizada para a organização de tarefas e de gerenciamento de tarefas colaborativas. Dentro dessa plataforma, é possível administrar e criar trabalhos, dividir as tarefas de forma rápida e prática, definir responsáveis e prazo, além de convidar seus amigos e colegas de trabalho para participarem da equipe.

Para utilizar a plataforma, é necessário fazer um cadastro, cedendo seu e-mail e informações pessoais. A partir daí, basta criar um time e definir quem serão os convidados do grupo de trabalho.

Após essa etapa de criação, você pode começar a administrar as tarefas, por meio do painel inicial, bastante fácil de entender e de uso bastante intuitivo. A criação de tarefas também se dá nesse mesmo painel.

Gestão de informações

3. OneDrive

OneDrive é uma poderosa ferramenta de gestão de informação que você, analista de processo, pode utilizar. É de fácil acesso e, por ser vinculada à Microsoft, é compatível com vários outros programas da marca.

Dispõe de um serviço de armazenamento em nuvem, bastando uma conta Microsoft. Além de armazenar, é dado ao usuário a opção de definir quais arquivos serão públicos e quais serão privados e disponíveis apenas para pessoas autorizadas. Dessa forma, você consegue compartilhar arquivos com sua equipe facilmente e evita a duplicação de informações e versões de um mesmo documento.

4. Dropbox Paper

Dropbox Paper é um editor colaborativo de documentos. Ele utiliza a tecnologia de armazenamento em nuvem do Dropbox e, a partir daí, torna possível a sincronização em tempo real e a participação de vários colaboradores ao mesmo tempo.

É gratuito e está disponível para diversas plataformas, como Android e iOS. Ele apresenta uma interface intuitiva e bastante simples de ser entendida. Para utilizá-lo, é necessário ter uma conta no Dropbox.

A aparência simples do aplicativo não pode ser confundida com seu potencial, que é alto, por causa, sobretudo, de uma estrutura poderosa. O aplicativo é uma ótima alternativa para você e o seu time, com o diferencial de os conteúdos ficarem salvos na própria plataforma.

5. ECM

ECM é a sigla para Enterprise Content Management. Essa ferramenta permite que as empresas realizem uma melhor organização e administração de tudo aquilo que diz respeito à informação empresarial.

Ela auxilia as empresas com a automatização do desenvolvimento de estratégias, armazenamento de informações, captura de dados e distribuição de documentos. Conta com uma série de tecnologias para centralizar e tornar uniforme o tratamento de informações de diversas origens.

Pode ser utilizada pela empresa de várias formas, com a devida estruturação e padronização dos dados provenientes das diversas áreas da empresa, fazendo com que a sua equipe produza de forma eficiente e evitando erros.

Comunicação

Continue Lendo “14 ferramentas que todo analista de processos deveria conhecer”

Mini Projeto PHP atualizado

Olá, meus caros.

Andei atualizando o mini projeto em PHP com pequeno admin conectado ao MySQL. É um sistema que utilizo didaticamente para ensinar os primeiros passos com PHP.

Os arquivos estão em meu Github e o sistema rodando pode ser visto pelo Heroku. O projeto está aberto no git caso alguém queira dar um fork ou ajudar em melhorias no mesmo.

Ele inclui Boostrap para a parte front-end.

TJ-PB anuncia processo seletivo para estágio

Há vagas para estudantes dos cursos: ADMINISTRAÇÃO, ARQUITETURA, ARQUIVOLOGIA, BIBLIOTECONOMIA, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, CIÊNCIAS ECONÔMICAS, COMUNICAÇÃO SOCIAL (JORNALISMO, PUBLICIDADE E PROPAGANDA E RELAÇÕES PÚBLICAS), DIREITO, BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA, ENGENHARIA CIVIL, ESTATÍSTICA, FISIOTERAPIA, GESTÃO PÚBLICA, INFORMÁTICA NÍVEL SUPERIOR (CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO, ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO, SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES) INFORMÁTICA NÍVEL TÉCNICO, PEDAGOGIA, PSICOLOGIA, SERVIÇO SOCIAL E TURISMO.

As inscrições vão de 29/08/2016 até às 17 horas do dia 09/09/2016.

Clique aqui e leia todos os detalhes.

Desenvolvedores insistem em códigos vulneráveis para criar softwares — Security Information News

Mesmo sabendo que alguns desses pedaços de sistemas comprometidos, programadores os utilizam em aplicações corporativas Empresas que desenvolvem software corporativos baixam, em média, mais de 200 mil componentes open source todos os anos. Um em cada 16 desses elementos vem com vulnerabilidades de segurança. O contexto afeta a qualidade. Ao analisar 25 mil aplicações corporativas, […]

via Desenvolvedores insistem em códigos vulneráveis para criar softwares — Security Information News