Teclas de Atalho no Excel 2016

Teclas de atalho no Excel podem ser a salvação de sua vida produtiva com planilhas. Usar a combinação das teclas CTRL (Control), Shift e afins agilizam o trabalho de qualquer um no computador.

Por isso, fazendo parte do projeto Excel com o Instituto Eidos, foi lançado um E-book com as principais combinações de teclas de atalho no Excel.

A seguir temos o exemplo de algumas destas teclas. Logo abaixo, você confere o link para se cadastrar e receber dicas exclusivas de Excel, em vídeo e através de e-books EXCLUSIVOS.

Para receber um e-book com dicas completas, inscreva-se pelo link bit.ly/dicasdeexcel DE GRAÇA!!! 

Anúncios

Escola de sobrevivência: nova série interativa NETFLIX

A Netflix está lançando mais uma série interativa em sua plataforma. No próximo dia 10 estréia “Escola de sobrevivência”. Nesta série,
Bear Grylls precisa sobreviver e completar missões complicadas nos lugares mais hostis do planeta.

Para assistir ao trailer, clique aqui.

Excel: por onde começar?

Entender o Excel pode não ser uma tarefa tão fácil, porém também não é “bicho de 7 cabeças”. Saiba por onde começar

Você é daqueles que já tentou entender o Excel várias vezes mas nunca sai do básico em planilhas? Seus problemas acabaram…

Entender o Excel pode não ser uma tarefa tão fácil, porém também não é “bicho de 7 cabeças”. Para a melhor compreensão e aprender de uma vez por todas, o melhor é começar do zero, seguindo um passo a passo.

Pensando nisto, fiz uma parceria com o Instituto Eidos e juntos estamos lançando um e-book (livro virtual) e uma série de vídeos intitulada Excel para Iniciantes.

O e-book é grátis e, ao se cadastrar, você receberá um link para download do E-book e ainda garantirá acesso a VÍDEOS EXCLUSIVOS com os primeiros passos com Excel.

Se você não lembra nada de Excel ou quer aprender do ZERO, esta é sua chance. Acesse o link, inscreva-se e aproveite este material GRATUITO.

Incluindo tecnologia no currículo de olho em competências da BNCC

Site lançado pelo CIEB traz referências para professores, escolas e redes desenvolverem habilidades digitais propostas na Base Nacional Comum Curricular

Para apoiar redes de ensino, escolas e professores que precisam incluir os temas de tecnologia e computação nos seus currículos, o CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) lança a plataforma Currículo de Referência em Tecnologia e Computação, que traz diretrizes e orientações para desenvolver habilidades digitais propostas na BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

Voltada para a educação infantil e o ensino fundamental, a plataforma pretende potencializar o uso de tecnologia e ampliar as reflexões sobre computação na educação básica.

Com uma série de orientações, a ferramenta mostra práticas que apoiam o desenvolvimento da 5ª Competência Geral da BNCC, que indica que os alunos precisam “compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismoe autoria na vida pessoal e coletiva”.

A plataforma organiza o currículo em três eixos: Cultura Digital, Pensamento Computacional e Tecnologia Digital. Cada um deles permite a navegação por tema de interesse e diferentes anos das etapas de ensino.

O material ainda apresenta indicações sobre níveis de maturidade das escolas e dos docentes em relação o uso de tecnologias conforme cada prática.

Para as redes de ensino, a plataforma também pode ser utilizada de diferentes formas. Elas podem trabalhar tecnologia e computação de forma transversal ou podem criar um componente curricular específico no seu currículo.

A ferramenta é gratuita e pode ser acessada em http://curriculo.cieb.net.br/.

Fonte: PorVir.org

Dica de cursos para Programação – parte 1

Olá, meus caros.

Tenho consumido alguns cursos online e volta e meia sempre me pedem dicas. Algumas escolas online ofertam cursos gratuitos e outros pagos por um preço justo. Para quem é da área de TI, oportunidades não faltam.

UDEMY

Volta e meia com ofertas de cursos a um preço baixo, a UDEMY se destaca neste segmento de cursos online. Alguns cursos gratuitos são bem interessantes, apesar de não oferecerem certificado. Destaco um que fiz e tenho indicado para a equipe de Desenvolvedores que chefio como o Git e Github para iniciantes (para quem está começando e como curso gratuito é de bom tamanho). Outro que fiz e também indico é o Python 3 na web com Django (básico e intermediário). Além de outros a um preço acessível, afinal tem de tudo ali na Udemy. Nem todos os cursos mantém a mesma qualidade, então é bom você analisar a experiência do instrutor e as avaliações de quem já fez o curso.

School of Net

Cursos gratuitos e pagos também nesta linha é o School of Net. Boas opções com cursos de PHP, Python, Banco de dados, Node e afins. Uma boa opção a custo baixo ou zero. Você pode fazer os cursos de maneira gratuita ou ser um assinante do site.

Em breve mais dicas

Acabou! Chegou ao fim o google+…

Isso mesmo, meus amigos, acabou! Talvez  você sequer utilizou na vida ou nem sabia da existência desta aplicação. Mas, em 2011, a Google lançava uma nova tentativa de rede social, uma vez que o Orkut estava à beira de desaparecer…

fim google+

Hoje pela manhã recebi um e-mail confirmando que a partir de 04/02/2019 não se cria mais perfis nem páginas ali. Ou seja, será desativada. A partir de abril de 2019 serão excluídas as contas juntamente com fotos, vídeos e demais postagens contidas ali.

“Você chegou a usar esta rede social?”

Acredito que no Brasil esta rede nunca foi efetivamente utilizada pela maior parte da população, ou seja, mais um projeto irá para o túmulo sem ter tido relevância para a vida digital mundial.

#RIPGoogle+

GOVERNO ALTERA ESTRUTURA DO MCTIC E RECRIA FUNÇÕES DA SEPOD

Decreto publicado nesta quinta-feira (24) altera a estrutura do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que foi alterada no início deste mês. Entre as mudanças está a criação dos departamentos de Tecnologias Estruturantes; Ecossistemas Inovadores; e de Ciência, Tecnologia e Inovação Digital, vinculados à Secretaria de Empreendedorismo e Inovação. A nova estrutura preserva atribuições antes à cargo da Secretaria de Política de Informática e, posteriormente, da Secretaria de Políticas Digitais (Sepod).
Devem ainda propor e supervisionar programas, projetos, ações e estudos em tecnologias da informação e da comunicação e em inovação digital; analisar as propostas de concessão de incentivos fiscais a projetos do setor de tecnologias da informação e comunicação e do setor de informática e automação.

Leia a matéria toda em: http://www.telesintese.com.br/governo-altera-estrutura-nova-do-mctic-e-recria-funcoes-da-sepod/