Universitário: Volte às aulas com tudo!

Resultado de imagem para dicas volta as aulas universitário

Para quem está começando uma faculdade ou para quem estava de recesso e está voltando, existem semelhanças. Por exemplo no fato de ambos estarem parados, terem até mesmo “esquecido” de como estudar. Voltar a produzir depois de um tempo parado não é fácil. Um atleta voltar a ativa depois de um tempo acomodado gera dificuldades de desempenho. Quer voltar com tudo? Aí vão 5 dicas importantes:

1 – Matéria dada é matéria estudada

Cara, eu sei que pode ser bem difícil ter pique para reler e revisar o que você acabou de aprender, mas é um fato: se você tiver disciplina e estudar (nem que seja um pouco!) do que já foi visto em sala de aula, você vai absorver e guardar o conteúdo com bem mais facilidade! Isso vai te ajudar também a não ter que fazer maratonas mágicas (regadas a café!) na noite antes da prova. Estudos científicos comprovam: a melhor maneira de fixar o conteúdo é fazer mini revisões rápidas nos dias seguintes ao primeiro contato com a matéria nova!

2 – Leia livros diferentes

Um dos maiores problemas que acontecem com todo universitário ao entrar para a faculdade é que eles leem apenas os livros relacionados ao seu curso e nada mais. Porém, ler conteúdos diferentes, tipo romances e ficção científica, pode te ajudar e muito a aliviar a pressão dos estudos, além de contribuir para você expandir o seu vocabulário e a sua compreensão textual.

Outra dica é ler mais livros sobre desenvolvimento pessoal. Sempre que eu posso eu vou a alguma loja da Saraiva e procuro ver quais são os lançamentos (ou os livros mais vendidos!) sobre gerenciamento de tempo, educação financeira, produtividade, liderança e outros temas importantes para desenvolver habilidades que são essenciais para a nossa vida pessoal e profissional.

3 – Aprenda (de uma vez!) a se organizar

Organização não acontece com um passo de mágica, é um processo. Mas acredite em mim: uma hora na vida você vai ter que aprender a se organizar melhor (seja por bem, ou mal!). Então, quanto mais cedo você conseguir criar hábitos de organização, melhor!

Eu recomendo muito que você use uma agenda ou algum app para anotar suas tarefas.Guarde seu cérebro (e a sua disposição) para executar as suas tarefas, e não para guardá-las.

4 – Use a técnica Pomodoro

Quem já conhece o projeto Universitário Ativo há um tempo já deve ter ouvido essa dica várias vezes! Pessoalmente eu considero essa técnica uma das mais eficientes para você ser mais produtivo.

Na prática, a técnica Pomodoro consiste em dividir as tarefas (ou estudos!) em blocos de 25 minutos e descansar por 5 minutos. Você tem que fazer um combinado com você mesmo: durante esses 25 minutos você vai focar APENAS no que está fazendo. Esqueça o Facebook, o celular, seus amigos, tudo! Foque apenas na tarefa a ser feita. Quando acabar os 25 minutos, relaxe por 5 minutos, e faça qualquer coisa MENOS A TAREFA. Você vai ver que essa técnica vai tornar a atividade de estudar bem mais produtiva =)

5 – Economize uma grana esse semestre

A vida universitária não é fácil e provavelmente você ficará apertado todo fim de mês se não souber se planejar. Atualmente nós temos várias maneiras de ter acesso ao material de estudo, como na forma de xerox e PDFs. Porém, pelo menos para mim, nada substitui o bom e velho livro! Começar a criar uma biblioteca pessoal com os principais livros da sua área é uma boa ideia e com certeza vai te ajudar muito na sua vida profissional. Porém, se você não souber comprar bem, esse investimento pode sair caro!

Fonte: Universitário Ativo

Anúncios

Novas regras de graduação EaD no Brasil: Vantagem ou não?

O Diário Oficial da União (DOU) publicou uma portaria que define novas regras para aumentar a oferta de cursos de graduação e pós-graduação à distância. Desde que o decreto havia sido aprovado pelo Ministério da Educação (MEC), o debate se tornou cada vez mais tórrido entre os especialistas. A regulamentação permite que Instituições de Ensino Superior (IES) criem cursos de Educação a Distância (EaD), além de oferecer, exclusivamente, cursos a distância sem a oferta simultânea de cursos presenciais.

Especialistas afirmam ser uma boa iniciativa, afinal isso aumentará o acesso de muitos ao ensino superior. Para o mercado, teoricamente, a mão de obra estará mais qualificada e com isso vários postos de trabalho podem surgir ou vir a ser preenchido, cujos não são preenchidos hoje pela falta de qualificação de profissionais.

Como professor, vejo pouca diferença nas duas modalidades. Minha opinião é a de que um ALUNO só aprende se quiser e se doar para aquilo. Isso serve para tudo na vida. Quando não há tempo ou dedicação, seja com aulas presenciais diárias ou apenas virtualmente, o aluno tende a desistir ou achar difícil demais compreender os assuntos.

Seja EaD ou PRESENCIAL, o que vai tornar proveitoso o estudo será o empenho e a vontade do aluno em realmente querer ser um bom profissional naquilo que escolher se formar. A chance de termos um conteúdo mais qualificado em face de não precisar de material impresso e grandes estruturas físicas, torna vantajosa a aula à distância. Porém, alguns cursos continuação a precisar da “presença” do aluno, o famoso “colocar a mão na massa”.

Com bom senso isso dá certo. Espero agora o MEC ter o mesmo entendimento quanto aos MESTRADOS e DOUTORADOS, quase inalcançáveis para quem já está no mercado de trabalho. Porque não aulas à distância também e apenas avaliações e defesa de teses presenciais? Seria menos custoso e talvez até mais proveitoso aos aspirantes as pós Stricto Sensu.

60 recursos online para professores e comunicadores

Olá Pessoal!

Hoje a dica é para professores e profissionais que precisem lidar com apresentação em público. Na verdade as dicas foram produzidas e é um apanhado geral do pessoal da Pipa Comunicação.

No texto, vários tipos de recursos são citados, tanto para criação de apresentações, slides, até edição de vídeos e publicação de conteúdos na web.

Clique aqui e veja as valiosas dicas. Essa vale salvar no favoritos e ter como recurso no dia a dia.

Que Comecem os jogos!

Começo de ano letivo, alguns alunos ainda em ritmo de férias, mas vamos lá. COMEÇOU!!

O semestre 2017.1 já está valendo. Aos meus alunos de BANCO DE DADOS e PROGRAMAÇÃO DINÂMICA PARA WEB, os materiais e a sala do ambiente Virtual já está disponível.

Aos alunos de Sistema de Informação, também já podem conferir alguns materiais que iremos utilizar nas aulas, além de poder participar da primeira atividade no Fórum em nosso Ambiente Virtual.

A todos, um ótimo começo de ano letivo, e que os jogos comecem!!

Futuro: saiba como aproveitar a faculdade ao máximo

Parece clichê, mas é a mais pura verdade: aproveitar o período da faculdade para também adquirir experiências práticas e se envolver em atividades extraclasse não é mais uma opção para quem quer se destacar no mercado de trabalho e seus concorridos processos seletivos.

Se na época dos nossos pais ter o diploma de um curso de graduação era sinônimo de conseguir um bom emprego, agora as exigências são muito maiores. E, para corresponder às expectativas do mercado, é preciso tornar o período de estudante o mais proveitoso possível.

Os alunos que se engajam em atividades extracurriculares costumam escolher melhor onde trabalhar, além de serem valorizados pelos recrutadores, pois passam a ideia de que são mais comprometidos, proativos e autônomos do que os que não saíram da sala de aula.

Para te ajudar a mergulhar no infinito de possibilidades extraclasse, a Fundação Estudar fez um especial que apresenta o perfil de organizações estudantis como AIESEC, CHOICE, MEJ, Ligas, Enactus e Rotaract, além de histórias de pessoas que passaram por elas e chegaram muito longe. Confira o especial:

Botão Especial

Experiência nova: Nível Superior

android-futuroOlá pessoal!


Estou vivendo uma experiência nova e quero aqui compartilha-la: ‘virei’ professor universitário. Desde o dia 05 de agosto (2013) estou lecionando no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da faculdade AVEC, aqui em Vilhena-RO.

Apesar de já ter uma experiência em sala de aula, adquirida em trabalhos voluntários, e profissionalmente através de cursos técnicos na escola Microlins e atualmente no SENAI, a experiência nova é bem diferente.

Um público mais adulto, turmas com um foco maior na capacitação para um futuro em outro nível. Os conhecimentos partilhados são outros, não pelo conteúdo e ementa das disciplinas em si, mas também pelo grau de aprofundamento nas matérias dadas.

Comecei bem, estou a frente das disciplinas de Banco de dados II, Desenvolvimento de Sistemas Web, além de Sistemas Operacionais II e uma iniciação à informática para futuros pedagogos.

Até agora, nada além de meus domínios em conhecimento. Espero poder compartilhar algumas novas experiências com que lê o blog, tanto para aprofundar os mistérios do ensino superior como para também poder aprender mais deste novo oficio.

A principio, continuo como instrutor no SENAI, para cursos técnicos e de qualificação profissional. Apenas somarei a função de professor universitário, invertendo agora a função no ensino superior. Agora farei valer a experiência adquirida em sala, tanto como docente quanto como aluno.

Sou grato a Deus pela oportunidade, e espero poder honrar esta porta que se abre. Que seja apenas o começo de uma longa jornada vitoriosa.