Google Hire, um novo rival para o LinkedIn

Google Hire permite agregar dados e material sobre candidatos espalhados pelo Gmail, Docs, Calendar e etc numa única plataforma (Foto: Divulgação/Google)

Hire é o novo produto do Google para organizar o processo de contratação de talentos e novos profissionais para pequenos e médios negócios. A ideia da ferramenta é servir de alternativa ao LinkedIn, com a vantagem de oferecer grande integração com a suíte de aplicativos da Gigante das Buscas. O serviço permite que informações sobre os candidatos sejam de fácil acesso e visualização, tornando mais simples a seleção de candidatos por profissionais do RH.

Integrado aos outros produtos do Google, como Gmail, Calendar e Planilhas, o Hire é destinado a empresas como uma plataforma de gerenciamento do processo de seleção — principalmente para empresas que não têm orçamento para contratar serviços mais específico desse mesmo gênero. A novidade, que passou um ano em fase de testes, tem suas atividades limitadas aos Estados Unidos, no momento.

Profundamente integrado à G Suite, o Google Hire depende de assinatura para ser utilizado. Com o serviço, uma companhia pode acompanhar o agendamento de uma entrevista, ter acesso a informações de contato do candidato, bem como o histórico de troca de e-mails e currículos — tudo a partir de informações que já estão no Calendar, no Hangouts, no Gmail e etc.

Matéria completa no site Techtudo

Anúncios

📈{EXCEL} Aula 6 – Fórmula Condicional CONT.SE

Olá meu povo. Hoje estou lançando a sexta aula do curso de Introdução ao Excel. Nesta aula você verá como se utiliza a fórmula condicional CONT.SE, onde empregá-la e para que ela serve.

Quero lembrar que Sua opinião é importante para mim. Curta, comente e compartilhe se você estiver gostando do curso. Peça nos comentários algum tema a ser abordado, deixe suas dúvidas ou sugestões.

Te espero lá no Youtube. Até mais.

Confira as 10 cidades mais conectadas do Brasil

Um estudo divulgado nesta semana, durante o Connected Smart Cities, evento que acontece em São Paulo e reúne empresas, governos e entidades para discutir como deixar as cidades brasileiras mais inteligentes, revela que a cidade de São Paulo é a mais conectada do país.

A pesquisa identifica e avalia as cidades brasileiras e suas iniciativas para o desenvolvimento em 11 setores: Mobilidade, Urbanismo, Tecnologia e Inovação, Empreendedorismo, Governança, Educação, Energia, Meio Ambiente, Saúde, Segurança e Economia. Ao todo, são 70 indicadores que analisam 700 municípios. A capital paulista aparece em primeiro lugar na lista, com um total de 33,1 pontos, seguida pela capital paranaense, com 32,4 pontos e pela carioca, com 32,12 pontos.

Confira as 10 cidades mais conectadas do país:

1. São Paulo
2. Curitiba
3. Rio de Janeiro
4. Belo Horizonte
5. Vitória
6. Florianópolis
7. Brasília
8. Campinas
9. São Caetano do Sul
10 Recife

Como é possível perceber, nenhuma cidade da região Norte do Brasil aparece entre as dez primeiras, o que indica que ainda há carência no desenvolvimento nos setores citados. Confira mais detalhes do estudo aqui.

Fonte: Olhar Digital.

Facebook apresenta novas ferramentas para grupos

Nesta quinta-feira (22), o Facebook promoveu, em Chicago (EUA), um encontro chamado “Facebook Communities Summit”. Unindo as comunidades presentes na rede social, o evento foi marcado pela apresentação da nova missão da plataforma e das novas ferramentas que visam ajudar a exansão e o gerenciamento de grupos. Liderando o encontro, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou as bases para o trabalho da companhia ao longo dos próximos dez anos: “Dar às pessoas o poder de criar comunidades e aproximar o mundo”, explicou.

Entre as novidades apresentadas durante o evento estão recursos como Insights de Grupo, em que os administradores terão acesso às métricas em tempo real sobre os integrantes, engajamento e crescimento; Filtro para Pedidos de Associação, para que os administradores ordenem e filtrem os pedidos de participação por categorias; Remoção de Membros, permitindo que os administradores removam um usuário e todo o conteúdo publicado por ele no grupo; Publicações Agendadas, dando autonomia para que os moderadores agendem publicações criadas; e Recomendações de Grupos, dando a possibilidade para que os administradores recomendem aos membros de seu próprio grupo outros grupos similares.

Visando a aproximação das comunidades, o encontro teve a presença dos grupos “Lady Bikers of California” (grupo de mulheres que andam de moto), “Affected by Addiction Support Group” (comunidade oara adictos) e “Bethel Original Free Will Baptist Church” (grupo que reúne pastores). A ideia de Zuckerberg é continuar promovendo o evento em diferentes regiões.

Matéria completa em Canaltech.com.br

📈{EXCEL} Aula 5 – Fórmula Condicional SE

Olá pessoal. Estou passando para lembrar que a Quinta aula do curso de Introdução ao Excel está no ar! Nesta aula você verá como se utiliza a fórmula condicional SE e a formatação de tabelas em Excel.

Sua opinião é importante para mim. Curta, comente e compartilhe se você estiver gostando do curso. Peça nos comentários algum tema a ser abordado, deixe suas dúvidas ou sugestões.

Te vejo no Youtube!!

#CoisasQueFiz: Webrádio

Olá Pessoal!

Hoje irei começar uma série aqui no blog sobre algumas experiências que já tive na vida e, como diria Faustão, “Tanto no Pessoal como no Profissional“. Começo falando sobre minha experiência com RÁDIO (na web).

Desde que comecei a fuçar na Web, sempre gostei de explorar novas possibilidades. Era novo, adolescente, curioso e com muito tempo vago. Uma das coisas que sempre gostei desde criança era ouvir rádio. Quando a internet se tornou mais popular, a evolução foi natural, partindo para as webrádios.

Comecei de forma simples, junto de amigos, utilizando recursos gratuitos como o do Winamp. Ele era um Player de áudio e vídeo e permitia fazer transmissão ao vivo do áudio do seu PC diretamente para o MUNDO!

Comecei transmitindo para amigos, jogando conversa fora “ao vivo” com amigos e tocando música na linha rock. Geralmente a gente tocava músicas de bandas “alternativas”, ou seja, bandas novas ou independentes. Nesta época eu percebi o poder da comunicação em massa. Como consumidor há anos de rádio, me tornar um comunicador se tornou algo não tão difícil. Era um prazer me conectar tarde da noite e ficar falando com os ouvintes, lendo mensagens dar redes sociais e tocando o som que ‘eles’ queriam ouvir.

Fiz muitas amizades nesse tempo. Cheguei a ser locutor oficial de uma webrádio de Rondônia, rádio essa que chegou a ser uma das mais ouvidas da América Latina em seu seguimento de público. Algo fantástico para um amador.

Com o tempo fui descobrindo novos recursos. Começamos a criar vinhetas, gravar programas e a utilizar programas como essa da imagem, o SAM BROADCAST. Ele servia tanto para tocar as músicas como para conectar ao servidor de streaming da rádio. Oh, saudades…

Dava um certo trabalho conectar, configurar e usar o sistema. Mas, a recompensa vinha ao ver o retorno do público. Posso dizer que senti um gostinho do que os chamados “Youtubers” de hoje sentem. Uma “popularidade” parcial, um reconhecimento de um “trabalho”. Mas que não tenha ganho R$ 1,00 com isso (pelo contrário, investi para manter o projeto online), o prazer e a recompensa vieram de outras formas.

Essa experiência me fez crescer muito, evoluir como pessoa e trazer a oratória e a prática em lidar com público para minha profissão.

E VOCÊ, já teve alguma experiência parecida? Comente abaixo. Até o próximo #CoisasQueFiz.

Ditado: Conheça a função que transforma voz em texto no WhatsApp

Muita gente (assim como eu) acha chato ficar recebendo áudio, pois nem sempre se está em um local que dá de ficar ouvindo tudo que mandam. Para isso, o WhatsApp já tem uma opção que converte áudio em texto. Você sabia?

Eu confesso que também não. Descobri recentemente em uma postagem no TecMundo. A função “ditado” não é conhecida por todos mas é facilmente encontrada sem qualquer instalação extra ou necessidade de outros aplicativos (além do próprio WhatsApp, é claro). Presente no iOS e Android, o ícone é similar ao utilizado para enviar mensagem de voz, mas está localizado “dentro” do teclado, e não naquela área separada exclusiva do popular mensageiro.

A funcionalidade já existe tanto para iOS como Android. Leia a matéria na íntegra!