Jejum de internet, o remédio para uma dependência crescente

Oito dias de acampamento na floresta sem tocar um computador nem um smartphone – um “jejum de internet” que serve como tratamento pioneiro no Japão para uma dependência que afeta cada vez mais japoneses, especialmente os jovens.

Uma dezena de adolescentes participou de forma voluntária no primeiro programa deste tipo iniciado no país asiático em agosto, e que antes só tinha sido testado na vizinha Coreia do Sul, explicou à Agência Efe o coordenador do projeto, o psiquiatra Susumu Higuchi.

Os jovens se alojaram em cabanas perto do monte Fuji, fizeram trilhas e outras atividades ao ar livre e prepararam suas próprias refeições, tudo isso acompanhados de três psicólogos e no marco de um tratamento de grupo.

O método “mistura o tratamento com fazer-lhes experimentar o mundo real, o trabalho em grupo e o contato com a natureza”, detalhou Higuchi, diretor do Centro Médico Nacional Kurihama para Dependências do Japão. Continue Lendo “Jejum de internet, o remédio para uma dependência crescente”