Videogame contribui para que jovens trabalhem menos nos EUA, diz estudo

Segundo os cálculos dos pesquisadores, os jogos de videogame tomam metade do tempo livre dos homens jovens norte-americanos.

Os videogames contribuíram para a queda no número de horas trabalhadas por homens jovens nos Estados Unidos, apontou um estudo do Departamento Nacional de Pesquisa Econômica norte americano.  Divulgada no começo deste mês, a pesquisa foi elaborada por Erik Hurst e Kerwin Charles, da Universidade de Chicago, Mark Aguiar, da Universidade de Princeton, e Mark Bils, da Universidade de Rochester. Os economistas partiram de dados que apontam declínio no número de horas trabalhadas ao ano tanto por homens e mulheres e em todas as faixas de idade.

Em 2015, os indivíduos nessa faixa de idade trabalhavam 203 horas a menos do que em 2000. A título de comparação, a redução de horas trabalhadas anualmente foi de 163 na faixa dos 31 a 55 anos.  Enquanto isso, o tempo destinado ao lazer entre os homens jovens cresceu para 63,4 horas em 2015.

E o que eles fazem com tempo adicional?

Passaram a jogar videogame por mais 1 hora e 24 minutos desde 2004, chegando a 3 horas e 24 minutos diante dos controles. E elevaram o tempo com computadores para 5 horas e 12 minutos (1 hora e 54 minutos a mais do que dez anos antes).

A queda em horas trabalhadas foi mais acentuada entre os homens com idade entre 21 e 30 anos, que passaram a dedicar mais tempo para lazer.

Os economistas constataram que o tempo de lazer aumentou entre mulheres e homens mais velhos. Mas não tão acentuadamente quanto para os homens jovens. Além disso, o tempo gasto com videogame entre mulheres e as outras faixas de idade da ala masculina não variou e mal chega a uma hora.

O tempo dispendido com games não aumentou nem mesmo entre as mulheres mais jovens. A presença feminina entre os jogadores é massiva, já que corresponde a 41% dos que jogam nos EUA, de acordo com Associação de Software para Entretenimento.

Matéria extraída do Portal G1 Tecnologia

Anúncios

Palestra “Profissão: Desenvolvedor”

Slides da apresentação na semana de Imersão na Fábrica de Software. A palestra foi uma apresentação sobre a profissão de Desenvolvedor de Software para os novos membros interessados em ingressar nas equipes de desenvolvimento de software do projeto Fábrica de softwares do UNIPÊ (Centro Universitário de João Pessoa).

Visão: Uma qualidade essencial para jovens profissionais de TI

Quando você entra em uma empresa de TI diferente independente do tamanho desta empresa, se depara com uma nova cultura e formas diferentes de pensar que estão impregnadas na cultura que esta empresa construiu.

É muito comum hoje em dia em empresas de grande porte, principalmente multinacionais, os novos funcionários passarem por processos de integração para conhecer a cultura da empresa e a maneira que a empresa constrói e estabelece seu estilo de trabalho entre as equipes.

Futuro: saiba como aproveitar a faculdade ao máximo

Parece clichê, mas é a mais pura verdade: aproveitar o período da faculdade para também adquirir experiências práticas e se envolver em atividades extraclasse não é mais uma opção para quem quer se destacar no mercado de trabalho e seus concorridos processos seletivos.

Se na época dos nossos pais ter o diploma de um curso de graduação era sinônimo de conseguir um bom emprego, agora as exigências são muito maiores. E, para corresponder às expectativas do mercado, é preciso tornar o período de estudante o mais proveitoso possível.

Os alunos que se engajam em atividades extracurriculares costumam escolher melhor onde trabalhar, além de serem valorizados pelos recrutadores, pois passam a ideia de que são mais comprometidos, proativos e autônomos do que os que não saíram da sala de aula.

Para te ajudar a mergulhar no infinito de possibilidades extraclasse, a Fundação Estudar fez um especial que apresenta o perfil de organizações estudantis como AIESEC, CHOICE, MEJ, Ligas, Enactus e Rotaract, além de histórias de pessoas que passaram por elas e chegaram muito longe. Confira o especial:

Botão Especial