‘Inteligência artificial vai criar mais empregos’, diz especialista

Uma das questões mais debatidas atualmente é como as novas tecnologias, incluindo a robótica e a inteligência artificial, poderão impactar no mercado de trabalho e nas relações profissionais.

Especialista conta que o trabalho da máquina não irá substituir o homem — Foto: Lukas/Unplash

Autor do best-seller A Guerra das Inteligências, o francês Laurent Alexandre explica que esse não é um fenômeno novo. E mostra porque a sociedade não precisa temer a evolução tecnológica.

“Eu não acredito na morte do trabalho. Você sabe que os imperadores romanos tinham medo que as máquinas destruíssem o trabalho em Roma há dois mil anos. É um medo que sempre tivemos porque as pessoas veem a destruição dos postos de trabalho, mas não veem as profissões do futuro”.

“Ninguém na época do Napoleão poderia imaginar que haveria os aviões e microprocessadores. Eu não sou otimista, eu sou realista. A tecnologia vai criar oportunidades extraordinárias para as gerações que virão.”

A principal diferença agora está na natureza das mudanças. Segundo o coordenador do mestrado em ciências digitais da SciencePo, em Paris, Benoît Thieulin, até hoje sempre que havia transformações profundas elas atingiam a parte baixa da pirâmide, onde estão os trabalhadores menos qualificados, enquanto a onda da digitalização e da robótica afetará o alto escalão.

“Então haverá um reposicionamento, sobretudo nos trabalhos qualificados, daquilo que poderá ser feito pelas máquinas, e a parte humana, de responsabilidade, que continuará sendo feita por pessoas.”

“A primeira onda de robotização dos anos 1970 e 1980 atingiu inicialmente os operários. E esse movimento continua, especialmente no mundo industrial, pois ainda não temos empregados domésticos robôs, mesmo que isso venha a acontecer no futuro, muito provavelmente. Mas a nova onda, atualmente, que é essa da inteligência artificial, atinge os chamados empregos de colarinho branco. As enfermeiras estão menos ameaçadas, por exemplo, do que os médicos. São as profissões de análise que podem ser automatizadas. Entre um radiologista e um computador, que terá acesso a milhares de imagens para poder comparar um osso a milhares de outros, é evidente que a análise digital será incomparável com aquilo que o radiologista poderá fazer unicamente com os olhos e o cérebro”.

Fonte: RFI/BR

Anúncios

Saiu o Bootstrap 4 Beta!

Foi lançada a versão BETA do novo Booststrap 4. Esperada por desenvolvedores web ansiosamente, essa versão promete novidades para a criação de sites cada vez mais compatíveis as diversas telas e resoluções na criação de aplicações web cada vez mais “responsivas”.

O Bootstrap é um conjunto de ferramentas de código aberto para desenvolvimento com HTML, CSS e JavaScript. Essa ferramenta permite a criação de um protótipo rapidamente, auxiliando em projetos, idéias e criação de aplicativos completos com as variáveis ​​Sass e mixins, sistema de grade responsivo, extensos componentes pré-construídos e plugins poderosos criados no jQuery.

Para baixar e experimentar a novidade, clique aqui meu jovem padawan.

#Expotec2017 – Tá chegando a hora!

De 09 a 11 de agosto acontece a EXPOTEC aqui em João Pessoa. Evento bacana que reune renomados profissionais do nordeste, do Brasil e do mundo até. O local é super agradável (Já conhece o Centro de Convenções de João Pessoa?). Games, Desenvolvimento, Web, Robótica, Educação e muitos outros assuntos são vistos em formato de Palestras, Exposições e Workshop.

Vamos lá? Inscreva-se no site www.expotec.org.br

#AdeusPaint: Microsoft anuncia aposentadoria do Paint

O Paint, ferramenta de desenho que viu muitas casas, árvores e bonecos de palito nos últimos 32 anos, terá seu desenvolvimento interrompido pela Microsoft. Ele já está sendo listado como um recurso descontinuado no Windows 10 Fall Creators, que será lançado até o final do ano.

A Microsoft confirma que o Paint será removido das próximas versões do Windows 10, mas ainda poderá ser baixado a partir da Loja.

O anúncio foi inicialmente feito sem alarde, em um artigo de suporte que lista as funcionalidades removidas ou descontinuadas (“deprecated”) da próxima atualização do Windows 10. Como explica a Microsoft, o Paint é classificado como um produto que “não está em desenvolvimento ativo e pode ser removido em versões futuras”.

O aplicativo de desenho foi lançado em 1985, no Windows 1.0, e recebeu atualizações pontuais desde então: a mais significativa foi em 2009, no Windows 7, quando ele ganhou novos formatos de objetos com anti-aliasing (o fim das elipses serrilhadas!), pincéis artísticos e uma interface renovada.

Mas o Paint acabou tendo seu lugar tomado pelo Paint 3D, lançado no Windows 10 Creators Update, que é mais amigável ao toque e possui ferramentas para fazer desenhos tridimensionais — então sua aposentadoria já era esperada. O Paint 3D chegou a substituir o Paint em versões de desenvolvimento do Windows 10 em 2016, mas a Microsoft voltou atrás e deixou que os dois aplicativos coexistissem.

Além do Paint, a Microsoft está aposentando a ferramenta para criação de imagem de sistema e o PowerShell 2.0. Enquanto isso, programas como o Leitor3D Builder e Outlook Express serão totalmente removidos.

O Windows 10 Fall Creators Update será lançado no segundo semestre, provavelmente em setembro ou outubro.

Matéria publicada no Tecnoblog

Google Hire, um novo rival para o LinkedIn

Google Hire permite agregar dados e material sobre candidatos espalhados pelo Gmail, Docs, Calendar e etc numa única plataforma (Foto: Divulgação/Google)

Hire é o novo produto do Google para organizar o processo de contratação de talentos e novos profissionais para pequenos e médios negócios. A ideia da ferramenta é servir de alternativa ao LinkedIn, com a vantagem de oferecer grande integração com a suíte de aplicativos da Gigante das Buscas. O serviço permite que informações sobre os candidatos sejam de fácil acesso e visualização, tornando mais simples a seleção de candidatos por profissionais do RH.

Integrado aos outros produtos do Google, como Gmail, Calendar e Planilhas, o Hire é destinado a empresas como uma plataforma de gerenciamento do processo de seleção — principalmente para empresas que não têm orçamento para contratar serviços mais específico desse mesmo gênero. A novidade, que passou um ano em fase de testes, tem suas atividades limitadas aos Estados Unidos, no momento.

Profundamente integrado à G Suite, o Google Hire depende de assinatura para ser utilizado. Com o serviço, uma companhia pode acompanhar o agendamento de uma entrevista, ter acesso a informações de contato do candidato, bem como o histórico de troca de e-mails e currículos — tudo a partir de informações que já estão no Calendar, no Hangouts, no Gmail e etc.

Matéria completa no site Techtudo

Videogame contribui para que jovens trabalhem menos nos EUA, diz estudo

Segundo os cálculos dos pesquisadores, os jogos de videogame tomam metade do tempo livre dos homens jovens norte-americanos.

Os videogames contribuíram para a queda no número de horas trabalhadas por homens jovens nos Estados Unidos, apontou um estudo do Departamento Nacional de Pesquisa Econômica norte americano.  Divulgada no começo deste mês, a pesquisa foi elaborada por Erik Hurst e Kerwin Charles, da Universidade de Chicago, Mark Aguiar, da Universidade de Princeton, e Mark Bils, da Universidade de Rochester. Os economistas partiram de dados que apontam declínio no número de horas trabalhadas ao ano tanto por homens e mulheres e em todas as faixas de idade.

Em 2015, os indivíduos nessa faixa de idade trabalhavam 203 horas a menos do que em 2000. A título de comparação, a redução de horas trabalhadas anualmente foi de 163 na faixa dos 31 a 55 anos.  Enquanto isso, o tempo destinado ao lazer entre os homens jovens cresceu para 63,4 horas em 2015.

E o que eles fazem com tempo adicional?

Passaram a jogar videogame por mais 1 hora e 24 minutos desde 2004, chegando a 3 horas e 24 minutos diante dos controles. E elevaram o tempo com computadores para 5 horas e 12 minutos (1 hora e 54 minutos a mais do que dez anos antes).

A queda em horas trabalhadas foi mais acentuada entre os homens com idade entre 21 e 30 anos, que passaram a dedicar mais tempo para lazer.

Os economistas constataram que o tempo de lazer aumentou entre mulheres e homens mais velhos. Mas não tão acentuadamente quanto para os homens jovens. Além disso, o tempo gasto com videogame entre mulheres e as outras faixas de idade da ala masculina não variou e mal chega a uma hora.

O tempo dispendido com games não aumentou nem mesmo entre as mulheres mais jovens. A presença feminina entre os jogadores é massiva, já que corresponde a 41% dos que jogam nos EUA, de acordo com Associação de Software para Entretenimento.

Matéria extraída do Portal G1 Tecnologia

Facebook apresenta novas ferramentas para grupos

Nesta quinta-feira (22), o Facebook promoveu, em Chicago (EUA), um encontro chamado “Facebook Communities Summit”. Unindo as comunidades presentes na rede social, o evento foi marcado pela apresentação da nova missão da plataforma e das novas ferramentas que visam ajudar a exansão e o gerenciamento de grupos. Liderando o encontro, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou as bases para o trabalho da companhia ao longo dos próximos dez anos: “Dar às pessoas o poder de criar comunidades e aproximar o mundo”, explicou.

Entre as novidades apresentadas durante o evento estão recursos como Insights de Grupo, em que os administradores terão acesso às métricas em tempo real sobre os integrantes, engajamento e crescimento; Filtro para Pedidos de Associação, para que os administradores ordenem e filtrem os pedidos de participação por categorias; Remoção de Membros, permitindo que os administradores removam um usuário e todo o conteúdo publicado por ele no grupo; Publicações Agendadas, dando autonomia para que os moderadores agendem publicações criadas; e Recomendações de Grupos, dando a possibilidade para que os administradores recomendem aos membros de seu próprio grupo outros grupos similares.

Visando a aproximação das comunidades, o encontro teve a presença dos grupos “Lady Bikers of California” (grupo de mulheres que andam de moto), “Affected by Addiction Support Group” (comunidade oara adictos) e “Bethel Original Free Will Baptist Church” (grupo que reúne pastores). A ideia de Zuckerberg é continuar promovendo o evento em diferentes regiões.

Matéria completa em Canaltech.com.br