Google Hire, um novo rival para o LinkedIn

Google Hire permite agregar dados e material sobre candidatos espalhados pelo Gmail, Docs, Calendar e etc numa única plataforma (Foto: Divulgação/Google)

Hire é o novo produto do Google para organizar o processo de contratação de talentos e novos profissionais para pequenos e médios negócios. A ideia da ferramenta é servir de alternativa ao LinkedIn, com a vantagem de oferecer grande integração com a suíte de aplicativos da Gigante das Buscas. O serviço permite que informações sobre os candidatos sejam de fácil acesso e visualização, tornando mais simples a seleção de candidatos por profissionais do RH.

Integrado aos outros produtos do Google, como Gmail, Calendar e Planilhas, o Hire é destinado a empresas como uma plataforma de gerenciamento do processo de seleção — principalmente para empresas que não têm orçamento para contratar serviços mais específico desse mesmo gênero. A novidade, que passou um ano em fase de testes, tem suas atividades limitadas aos Estados Unidos, no momento.

Profundamente integrado à G Suite, o Google Hire depende de assinatura para ser utilizado. Com o serviço, uma companhia pode acompanhar o agendamento de uma entrevista, ter acesso a informações de contato do candidato, bem como o histórico de troca de e-mails e currículos — tudo a partir de informações que já estão no Calendar, no Hangouts, no Gmail e etc.

Matéria completa no site Techtudo

Anúncios

Videogame contribui para que jovens trabalhem menos nos EUA, diz estudo

Segundo os cálculos dos pesquisadores, os jogos de videogame tomam metade do tempo livre dos homens jovens norte-americanos.

Os videogames contribuíram para a queda no número de horas trabalhadas por homens jovens nos Estados Unidos, apontou um estudo do Departamento Nacional de Pesquisa Econômica norte americano.  Divulgada no começo deste mês, a pesquisa foi elaborada por Erik Hurst e Kerwin Charles, da Universidade de Chicago, Mark Aguiar, da Universidade de Princeton, e Mark Bils, da Universidade de Rochester. Os economistas partiram de dados que apontam declínio no número de horas trabalhadas ao ano tanto por homens e mulheres e em todas as faixas de idade.

Em 2015, os indivíduos nessa faixa de idade trabalhavam 203 horas a menos do que em 2000. A título de comparação, a redução de horas trabalhadas anualmente foi de 163 na faixa dos 31 a 55 anos.  Enquanto isso, o tempo destinado ao lazer entre os homens jovens cresceu para 63,4 horas em 2015.

E o que eles fazem com tempo adicional?

Passaram a jogar videogame por mais 1 hora e 24 minutos desde 2004, chegando a 3 horas e 24 minutos diante dos controles. E elevaram o tempo com computadores para 5 horas e 12 minutos (1 hora e 54 minutos a mais do que dez anos antes).

A queda em horas trabalhadas foi mais acentuada entre os homens com idade entre 21 e 30 anos, que passaram a dedicar mais tempo para lazer.

Os economistas constataram que o tempo de lazer aumentou entre mulheres e homens mais velhos. Mas não tão acentuadamente quanto para os homens jovens. Além disso, o tempo gasto com videogame entre mulheres e as outras faixas de idade da ala masculina não variou e mal chega a uma hora.

O tempo dispendido com games não aumentou nem mesmo entre as mulheres mais jovens. A presença feminina entre os jogadores é massiva, já que corresponde a 41% dos que jogam nos EUA, de acordo com Associação de Software para Entretenimento.

Matéria extraída do Portal G1 Tecnologia

Facebook apresenta novas ferramentas para grupos

Nesta quinta-feira (22), o Facebook promoveu, em Chicago (EUA), um encontro chamado “Facebook Communities Summit”. Unindo as comunidades presentes na rede social, o evento foi marcado pela apresentação da nova missão da plataforma e das novas ferramentas que visam ajudar a exansão e o gerenciamento de grupos. Liderando o encontro, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou as bases para o trabalho da companhia ao longo dos próximos dez anos: “Dar às pessoas o poder de criar comunidades e aproximar o mundo”, explicou.

Entre as novidades apresentadas durante o evento estão recursos como Insights de Grupo, em que os administradores terão acesso às métricas em tempo real sobre os integrantes, engajamento e crescimento; Filtro para Pedidos de Associação, para que os administradores ordenem e filtrem os pedidos de participação por categorias; Remoção de Membros, permitindo que os administradores removam um usuário e todo o conteúdo publicado por ele no grupo; Publicações Agendadas, dando autonomia para que os moderadores agendem publicações criadas; e Recomendações de Grupos, dando a possibilidade para que os administradores recomendem aos membros de seu próprio grupo outros grupos similares.

Visando a aproximação das comunidades, o encontro teve a presença dos grupos “Lady Bikers of California” (grupo de mulheres que andam de moto), “Affected by Addiction Support Group” (comunidade oara adictos) e “Bethel Original Free Will Baptist Church” (grupo que reúne pastores). A ideia de Zuckerberg é continuar promovendo o evento em diferentes regiões.

Matéria completa em Canaltech.com.br

{Palestra} Criação Web com Frameworks (Material Design e Bootstrap)

Olá Pessoal. Nessa sexta-feira, dia 02 de junho, apresentei na SIAP da faculdade FPB, a palestra Criação Web com Frameworks Front-end (Material Design e Bootstrap). Para quem esteve lá ou não, coloco aqui os Slides apresentados, que contém os links para cada framework abordado na palestra.

Dúvidas, críticas ou qualquer outra forma de opinião, fique a vontade para comentar abaixo.

Ditado: Conheça a função que transforma voz em texto no WhatsApp

Muita gente (assim como eu) acha chato ficar recebendo áudio, pois nem sempre se está em um local que dá de ficar ouvindo tudo que mandam. Para isso, o WhatsApp já tem uma opção que converte áudio em texto. Você sabia?

Eu confesso que também não. Descobri recentemente em uma postagem no TecMundo. A função “ditado” não é conhecida por todos mas é facilmente encontrada sem qualquer instalação extra ou necessidade de outros aplicativos (além do próprio WhatsApp, é claro). Presente no iOS e Android, o ícone é similar ao utilizado para enviar mensagem de voz, mas está localizado “dentro” do teclado, e não naquela área separada exclusiva do popular mensageiro.

A funcionalidade já existe tanto para iOS como Android. Leia a matéria na íntegra!

Dicas para usar melhor o teclado do seu Android

O Google lançou uma atualização do Gboard, seu ótimo teclado para Android, na última quinta-feira, 27. A atualização trouxe alguns recursos interessantes que facilitam a digitação, a seleção e edição de texto e a movimentação do cursor.

No entanto, os recursos podem estar um pouco escondidos, e você pode ter que procurar um pouco para achar as novidades. Veja como acessar as novas funções.

Acessando o menu de seleção

Toque no ícone do “G” na barrinha de sugestões (dependendo do celular, pode ser que haja uma seta em vez do “G”). Acesse o ícone do cursor (ele parece com a letra “I”).

Os ícones da setinha movimentam o cursor para a posição desejada. Se você pressionar o botão “Selecionar” e pressionar as setinhas depois, o texto será selecionado. Na parte inferior, há dois outros ícones de setas que levam o cursor para o fim ou para o início do texto.

Veja as demais dicas no post original no site do Olhar Digital.

Vem Novidade aí!

 Olá Pessoal.
Não é apenas uma promessa de “Fim de ano”, mas em 2017 tenho como objetivo postar mais novidades no blog. Aos meus alunos, irei postar conteúdos complementares as aulas, inclusive vídeo-aulas que serão uma ponte entre assuntos tratados em aula.

Além disso, irei lançar séries de video-aulas de diversos temas, incluindo Programação Web Back-end e Front-end, Pacote Office (Word, Excel, PowerPoint), Banco de dados, Frameworks Web, entre outros.

Espero que sejam úteis e que possa colaborar com seu aprendizado. Um ótimo novo ano a todos nós e que venha o novo em nossas vidas!!